jan 252015
 

USADOS EM ALTA Pesquisa realizada pelo CRECI/SP, mostrou que o ano de 2014 fechou com uma expressiva alta na venda de imóveis usados: 41,11% a mais de casas e apartamentos vendidos. Segundo a entidade, os resultados na capital paulista provam que o mercado resistiu às dificuldades do ano passado, mesmo apresentando muitos altos e baixos ao longo do período. CRÉDITO [Leia mais…]

jan 182015
 

CONTRATAÇÃO LIBERADA Até pouco tempo atrás, não era possível a uma mesma pessoa contratar mais do que um mútuo habitacional. Hoje em dia, porém, essa vedação é válida apenas para os chamados financiamentos sociais, que tem juros menores, prazos maiores e até subsídios especiais; no Sistema de Financiamento Imobiliário, as pessoas podem contratar quantos empréstimos sua capacidade de pagamento suportar. [Leia mais…]

jan 112015
 

MAIS CAROS & MAIS BARATOS Em 2014, mais uma vez o Rio de Janeiro levou o título da cidade mais cara do País em termos imobiliários, com um preço médio de R$ 10.893,00 o metro quadrado, conforme o FipeZap. A capital paulista vem em segundo lugar, com R$ 8.351,00 e Brasília em terceiro, com R$ 8.143,00. Contagem (MG), com R$ [Leia mais…]

jan 042015
 

PADRÃO DE MEDIÇÃO MUNDIAL Visando harmonizar a forma de se medir no mercado imobiliário, 55 entidades de todo o mundo – incluindo o Secovi/SP – lançaram o “International Property Measurement Standard” para imóveis comerciais. O objetivo é criar um método único, padronizado e uniforme de medição dessas propriedades, visando garantir o uso de uma metodologia única e coerente em todos [Leia mais…]

dez 282014
 

ALUGUEL COMPROMETEDOR De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, 25,7% dos inquilinos brasileiros, que alugam 2,9 milhões de moradias, estão pagando aluguéis que comprometem mais que 30% do seu rendimento mensal – situação perigosa para o orçamento familiar. Na faixa de domicílios onde o rendimento per capita é de até meio salário mínimo, essa proporção já alcança [Leia mais…]

dez 212014
 

CONDOMÍNIO A PREÇO DE CUSTO Regido pela Lei nº 4.591/64, o condomínio por administração, mais conhecido como a preço de custo, é destinado a pessoas com um bom poder aquisitivo, sendo de grande interesse para investidores. Como nesse caso não existem despesas financeiras, taxa de risco, impostos e lucro do incorporador, o valor final da obra costuma ser 30% a [Leia mais…]

dez 112014
 

VENDA CASADA Apesar da venda casada ser proibida pelo Código de Defesa do Consumidor, há casos em que ela acontece livremente. Por exemplo, o consumidor que quiser desconto na taxa de juros em um empréstimo habitacional, precisará aumentar seu “relacionamento” com o banco financiador. Isso implica em aceitar cartões de crédito, cheques especiais, seguros e o que mais o agente [Leia mais…]

dez 072014
 

OPEN HOUSE Começou a ser implementada no Brasil a ideia da “open house”, que há muito tempo tem tido êxito nos Estados Unidos. Funciona assim: em certo dia e hora, previamente anunciados, um imóvel usado posto à venda é aberto à visitação. Os interessados na sua aquisição são recepcionados pelo corretor que detém a exclusividade da negociação (normalmente com alguns [Leia mais…]

nov 302014
 

MULHERES COMPRADORAS De acordo com a Caixa Econômica Federal, quase 40% de todos os contratos de financiamento imobiliário celebrados no Brasil em 2013, foram assinados por mulheres. Nesse número foram levados em conta, apenas, os mútuos em que elas se apresentaram como titular do negócio. Segundo o IBGE, 41% das residências situadas em zonas urbanas (85,9% do total) já se [Leia mais…]

nov 232014
 

PONTO COMERCIAL Muita gente pensa que um fundo de comércio, popularmente conhecido com o “ponto”, tem origem da simples locação de um imóvel comercial durante algum tempo. Não é bem assim. Dentre outros requisitos, é necessário que a locação esteja vigorando por prazo determinado, com contrato escrito, válido por pelo menos 5 anos, e que o inquilino peça judicialmente a [Leia mais…]

nov 162014
 

AVALIAÇÃO MELHORADA No final da semana passada, o Morgan Stanley elevou a avaliação do Brasil de underweight (desempenho abaixo da média do mercado) para equal-weight (desempenho em linha com a média de mercado). Como se trata da avaliação de um dos maiores bancos privados norte-americanos, não dá para duvidar. A notícia coincide com a melhora nas vendas imobiliárias, a partir [Leia mais…]

nov 082014
 

VENDAS EM ALTA De acordo com o Secovi-SP, a venda de apartamentos na região metropolitana de São Paulo alcançou, no mês de setembro, o melhor desempenho do ano, com uma alta média de 70,9%; na capital paulista, o crescimento foi de 55,1%. Para o Secovi, a pior fase do mercado imobiliário – que foi influenciado pela atipicidade do ano e [Leia mais…]

nov 022014
 

COMPRAR PARA ALUGAR A primeira regra de ouro a ser seguida por quem pretende adquirir para alugar, é escolher imóveis com boa localização. A segunda, é não colocar todos os ovos numa cesta só, ou seja, sempre que possível comprar dois em vez de um, três em vez de dois – e por aí vai. A terceira, é esquecer qualquer [Leia mais…]

out 262014
 

DINHEIRO EXTRA: O QUE FAZER Muitas pessoas ficam na dúvida sobre qual dívida quitar em primeiro lugar – empréstimo comum ou financiamento habitacional -, quando recebem algum dinheiro extra. A resposta, que parece óbvia, é: aquela cujo juro anualizado efetivo for mais alto. Deixar esse mesmo dinheiro investido a taxas inferiores àquelas que incidem sobre os seus débitos, tampouco é [Leia mais…]

out 192014
 

ONZE MILHÕES DE MORADIAS Recente pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, denominada Políticas Permanentes de Habitação, aponta para a necessidade de serem construídas mais de 11 milhões de moradias sociais no País – isso apenas para suprir metade do déficit habitacional que existirá em 10 anos, com o surgimento de 16,8 milhões de novas famílias. Para tanto, serão necessários recursos na [Leia mais…]

out 122014
 

REGISTRO IMOBILIÁRIO ÚNICO Medida provisória editada pelo Governo Federal determinou a criação de um registro único para os imóveis, concentrando nas respectivas matrículas todas as informações que lhes digam respeito. Também nas matrículas deverão ser anotados todos os atos judiciais envolvendo os proprietários, que afetem os imóveis. Será uma espécie de Renavam imobiliário, objetivando aumentar a segurança dos negócios e [Leia mais…]