Últimas Notícias
Home / Habitação / Crédito Imobiliário / B.B. cria crédito imobiliário para funcionários de empresas

B.B. cria crédito imobiliário para funcionários de empresas

O Banco do Brasil quer entrar de vez no mercado de crédito imobiliário. E para abocanhar uma boa fatia desse mercado, hoje ocupado principalmente pela Caixa, o BB, além de investir no Minha Casa, Minha Vida, tem feito convênios com empresas e órgãos públicos para oferecer financiamentos habitacionais mais atrativos.

O banco acabou de fechar sua primeira parceria com uma instituição privada. O convênio, que já está valendo, atenderá para os funcionários da Vale, no Espírito Santo.

Cerca de 12 mil empregados, ativos e inativos, da instituição devem ser atendidos pela iniciativa. Entre os benefícios, está a isenção da tarifa de análise jurídica. O trabalhador ficará livre da taxa que custa, em média, R$ 400.

Outras vantagens serão os juros. A taxa de 8,4% ao ano, mais taxa referencial, valerá para todos os imóveis de até R$ 500 mil.

Não vai importar o valor da unidade. Ela poderá custar R$ 80 mil ou R$ 400 mil. Na hora de financiar, a taxa de juros será a mesma. No caso do consumidor comum, os juros médios aplicados são de 9% ao ano. Essa taxa de 8,4% será o nosso diferencial , explica o superintendente do BB no Estado, Fábio Euzébio.

O BB também apostará em convênios com construtoras e imobiliárias para incrementar a venda do crédito habitacional, assim como a Caixa tem feito.

Com a medida, as empresas do mercado imobiliário vão recolher a documentação do cliente e encaminhar para o banco, com a intenção de agilizar a liberação do crédito.

O Banco do Brasil também estuda a criação de uma linha de crédito que vai permitir que o mutuário solicite a portabilidade do financiamento imobiliário para a instituição. A intenção do banco, segundo o superintendente Fábio Euzébio, é atrair mais consumidores para o empréstimo habitacional da entidade. A idéia é comprar o financiamento de qualquer instituição financeira. Com isso, vamos permitir que a pessoa avalie nossas condições e passe para nosso banco, se elas estiverem melhores, acrescenta. Hoje, o Banco Central já permite a portabilidade de crédito para financiamentos menores e no caso de empréstimos pessoais. No entanto, para os parcelamentos imobiliários ainda existe uma grande dificuldade para solicitar a migração, já que não existe uma regulamentação.

Fonte: Gazeta On Line

Sobre Administrador

Veja também

Documentos necessários para financiamento imobiliário

Uma das etapas mais importantes no processo de aquisição de um imóvel é a verificação …