Últimas Notícias
Home / Habitação / Crédito Imobiliário / BB abre linha de crédito para casais do mesmo sexo

BB abre linha de crédito para casais do mesmo sexo

Pensando em facilitar ainda mais a vida de quem quer financiar um imóvel, os bancos têm dado preferência à distribuição desses recursos por categorias, criando assim crédito para servidores públicos e de empresas privadas e inovado ainda mais com a implantação do financiamento para advogados e casais do mesmo sexo.

As pessoas que queiram utilizar esse recurso podem levar a documentação necessária e comprovante de renda para que seja aprovado o financiamento da tão esperada casa própria. E para facilitar ainda mais a aprovação da carta de crédito, os bancos têm financiado empréstimos nos quais a comprovação de renda é feita até mesmo entre amigos.

De acordo com as instituições financeiras, amigos podem fazer empréstimos juntos para comprar imóveis. Nesse caso, a distribuição é feita de acordo com a proporção de crédito de cada um, que, de uma forma geral, é dividido igualmente entre os parceiros.

Dessa forma, os bancos avaliam a capacidade de comprometimento das duas partes, analisando de maneira independente as dívidas. No caso de haver inadimplência, as duas pessoas, sejam elas amigas ou parceiras afetivas, serão notificadas.

INOVANDO AINDA MAIS

Para ampliar o leque de clientes que queiram aderir a um financiamento, alguns bancos, como o Banco do Brasil, aderiram a empréstimos imobiliários para casais homoafetivos. Essa iniciativa se deve ao crescimento desse público no mercado financeiro. As instituições financeiras, públicas e privadas, já permitem operações financeiras de renda de casais do mesmo sexo.

No Banco do Brasil, os casais de mesmo sexo que desejam ter a própria casa juntos devem redigir uma declaração, feita de próprio punho, declarando assim a união para que o empréstimo seja aprovado. Entretanto, essa categoria não recebe nenhum diferencial na hora de conseguir o financiamento, apenas com a declaração das duas partes aumenta a chance de obterem um valor ainda maior de crédito e mais chances de aprovação. Além disso, a partir de 2011, os homossexuais poderão declarar seus companheiros no Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), desde que comprovem a união estável.

O jovem Henrique Oliveira, que mantém uma relação afetiva com uma pessoa do mesmo sexo há mais de dois anos, aguarda a entrega do primeiro imóvel deles, que ficará pronto em março do próximo ano. Entretanto, ele não utilizou do crédito fornecido para a sua categoria. O auxiliar administrativo conta que seu parceiro financiou a casa pela Caixa.

RAPIDEZ PARA CONCESSÃO DO FINANCIAMENTO

José Henrique da Silva, gerente executivo de empréstimo e financiamento do Banco do Brasil, afirma que os empréstimos imobiliários feitos pela instituição seguem da mesma maneira que os outros bancos. “Os valores são divididos entre três taxas: a primeira até o valor de R$ 150 mil, de R$ 150 mil até R$ 500 mil e acima de R$ 500 mil, através da carteira hipotecária”, diz o gerente.

Porém, o banco tem condições específicas para os servidores públicos, funcionários de empresa privada, funcionários de autarquias e fundações estaduais com juros de 8,4% ao ano. Através da criação da categoria de empréstimo para casais gays e advogados, espera-se que aumente ainda mais a participação do mercado imobiliário na economia, a qual, atualmente, chega a 11% em relação ao produto interno bruto (PIB).

Em algumas imobiliárias as vendas através de financiamento chegam a até 50%, como, por exemplo, na Imobiliária Lopes Royal. “Hoje, o cliente que tem dinheiro em mãos prefere um financiamento na hora de efetuar uma compra para não se descapitalizar”, informa Adriano Cancian, diretor comercial da Lopes Royal.

A empresa também tem uma parceria com o Banco Itaú, cujo objetivo é facilitar o crédito para seus clientes, dando rapidez na aquisição do imóvel. Em até 20 dias o financiamento está liberado. O crédito para o imóvel comercial e residencial através desse método pode ser parcelado em até 360 meses. Aqueles que querem apenas uma renda com o dinheiro do aluguel da residência já paga as parcelas com o próprio lucro.

Em busca de um público ainda pouco atendido e com alto poder aquisitivo, a Agra Loteadora lançou um condomínio residencial dirigido ao público gay, o Season, na região de Sorocaba, interior do estado de São Paulo. O empreendimento terá 151 lotes de mil m2 a 1,2 mil m2 por um preço de R$ 95,00 o m2 – valor médio de R$ 100 mil por lote – e cada proprietário construirá sua própria casa. O condomínio foi lançado no ano de 2008 e visa levar privacidade e todo conforto para essa classe. Para facilitar o financiamento dos profissionais de advocacia, o Banco do Brasil, junto com a Ordem dos Advogados/OAB-DF, abriu um convênio de crédito imobiliário para essa categoria.

A ideia é que, além da compra da residência, os advogados tenham financiamento para terem seu próprio escritório. O diferencial dessa carta de crédito é que o contrato oferece isenção da tarifa de análise jurídica e taxas de juros menores que as existentes no mercado.

As pessoas que optarem por esse financiamento podem recorrer ao Sistema Financeiro da Habitação ou Carteira Hipotecária para aquisição de imóvel residencial, ou ainda por meio do Sistema de Financiamento Imobiliário para comprar imóvel residencial ou comercial, sendo que o valor máximo é de R$ 5 milhões. Fica responsável direto pela dívida o advogado ou funcionário da OAB que recorreu à linha de crédito.

Fonte: Jornal da Comunidade

Sobre Administrador

Veja também

Aproveite o Feirão da Caixa

O Feirão da Casa Própria da caixa esta chegando e promete realizar o sonho de …