Últimas Notícias
Home / Editores / Carlos Alceu / Caixa Diminuiu o Teto dos Financiamentos & Outras Notas

Caixa Diminuiu o Teto dos Financiamentos & Outras Notas

CAIXA DIMINUIU O TETO DOS FINANCIAMENTOS IMOBILIÁRIOS
A Caixa Econômica Federal reduziu os limites de financiamento imobiliário, apertando mais as condições para o setor que tem sofrido com a escassez de recursos. A CEF, principal financiadora para a compra de imóveis do País, informou a agentes imobiliários que o teto financiável das principais linhas de crédito do banco caiu de 90% para 80% do valor da avaliação do imóvel.

COMPRADOR PODE DISTRATAR A COMPRA E VENDA DE IMÓVEL
Realizar um distrato é direito do comprador, quando ele não consegue mais continuar pagando ou já deixou de pagar por um imóvel comprado ainda em fase de construção. Com o distrato, o imóvel volta a ser da construtora, que devolve parte do dinheiro investido pelo comprador. O comprador deve estar ciente, no entanto, de que vai perder um percentual do valor pago.

EMPRÉSTIMO COM GARANTIA IMOBILIÁRIA É BOA ALTERNATIVA
Muito comum em outros países, a tomada de empréstimo com garantia imobiliária ainda é pouco utilizada no Brasil. A vantagem desse tipo de mútuo são os juros mais baixos e os prazos maiores de pagamento. Alguém que já esteja comprometido com o cheque especial, por exemplo, pode trocar sua dívida com juros altos por outra muito mais barata. A operação é conhecida no mercado como “home equity”.

INADIMPLÊNCIA PODE LEVAR À PERDA DO IMÓVEL FINANCIADO
De acordo com a lei, após 30 dias do vencimento de uma ou mais prestações de financiamento imobiliário, contratado através do programa Minha Casa, Minha Vida, o banco pode dar início ao procedimento de execução extrajudicial do contrato, notificando o devedor e dando-lhe até 15 dias para o pagamento de toda a dívida atrasada. Passado esse prazo, o banco poderá levar o imóvel a leilão extrajudicial. Portanto, quem estiver inadimplente deve ficar atento.

PREÇO DO IMÓVEL ATINGE O MAIOR VALOR DO ANO EM SÃO PAULO
O preço nominal médio do metro quadrado para venda em São Paulo atingiu R$ 6.863,00 em julho de 2017 – uma desvalorização nominal de 0,20% em comparação ao mesmo período de 2016 (R$ 6.875,00). Em relação a junho deste ano (R$ 6.855,00), houve uma valorização de 0,10%. O levantamento foi realizado pelo portal imobiliário VivaReal e contempla uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País.

VENDAS AUMENTARAM, MAS PREÇOS CAÍRAM NO RIO DE JANEIRO
As vendas de imóveis novos na cidade do Rio de Janeiro subiram 15% no primeiro semestre, na comparação com o mesmo período de 2016. No entanto, a situação está melhor para quem compra do que para quem vende: houve um recuo de aproximadamente 25% no preço das unidades, segundo estimativas da Ademi-RJ, com base em dados preliminares de mercado.

MAIS DE 50% DOS IMÓVEIS DO MINHA CASA, MINHA VIDA TÊM DEFEITO
Mais da metade dos imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida – das faixas 2 e 3, para famílias com renda de até R$ 6,5 mil e financiadas por recurso do FGTS – apresentaram defeitos. A avaliação está em um relatório do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União. Técnicos vistoriaram 77 empreendimentos distribuídos em 12 estados. O resultado é que 56,4% dos imóveis tinham falhas estruturais ocorridas dentro do prazo de garantia.

IMÓVEL RESIDENCIAL, MESMO SUNTUOSO, É IMPENHORÁVEL
O Tribunal Superior do Trabalho considerou que um imóvel residencial situado em Curitiba, avaliado em R$ 13,5 milhões, é impenhorável por constituir bem de família do sócio-gerente da empresa. A decisão ocorreu em processo de execução de ação trabalhista na qual a Indústria Trevo Ltda. – agora falida – fizera acordo para o pagamento de R$ 1,5 mil a uma empregada.

 

 

Sobre Carlos Alceu Machado

Veja também

Decisão do STJ Favorece o Mercado Imobiliário & Outras Notas

DECISÃO DO S.T.J. FAVORECE O MERCADO IMOBILIÁRIO O Superior Tribunal de Justiça decidiu que o …