Últimas Notícias
Home / Cidades / Sustentabilidade / Certificação Leed ou Leadership in Energy and Environmental Design

Certificação Leed ou Leadership in Energy and Environmental Design

Leed - Leadership in Energy and Environmental DesignUm grupo de especialistas brasileiros, incluindo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a PriceWaterhouseCoopers e representantes do Ministério do Meio Ambiente, está traduzindo e adaptando as especificações da Certificação Leed ou Leadership in Energy and Environmental Design, destinada a orientar a construção de edifícios e data centers sustentáveis do ponto de vista ambiental. O documento cobre vários parâmetros, entre eles: a disposição física dos servidores – a distância entre eles e a metragem dos corredores; os materiais das paredes capazes de assegurar isolamento térmico (e menor necessidade de resfriamento); a distribuição dos aparelhos de ar-condicionado em áreas ou salas de menores dimensões; além de relacionar tecnologias alternativas como captação de energia solar, etc.

Na verdade, essa acreditação é concedida a edifícios de alta performance ambiental e energética, ou seja, não contempla uma análise dos aspectos sociais. Pelo sistema Leed é necessária a obtenção de um mínimo de 40 pontos (de um máximo de 110 pontos), além do atendimento dos chamados pré-requisitos, que são obrigatórios e variam de tipologia a tipologia. Os créditos e os pré-requisitos são distribuídos dentro de sete categorias: Implantação Sustentável (Sustainable Sites); Eficiência Hídrica (Water Efficiency); Energia e Atmosfera (Energy and Athmosphere); Materiais e Recursos (Materials and Resources); Conforto Ambiental (Environmental Quality); Inovação e Projeto (Inovation and Design); e Créditos Regionais (Regional Credits).

Para se ter certeza de que um empreendimento está apto a receber a certificação, é recomendada realização de uma análise diagnóstica, de modo a verificar a viabilidade técnico-econômica para obtenção da certificação. Nesse processo, realiza-se uma avaliação do empreendimento, de acordo com os critérios do sistema Leed e verifica-se a possibilidade de atendimento aos pré-requisitos obrigatórios e ao numero mínimo de 40 pontos.

A certificação está sendo disponibilizada pelo Green Building Council Institute (GBCI), sediado nos Estados Unidos, por meio da análise documental do empreendimento. Os chamados Leed APs (Accredited Professionals) são profissionais que atestam conhecimento suficiente sobre o sistema e podem auxiliar na condução do processo de certificação, funcionando como facilitadores e gestores do processo. Contudo, a participação de um Leed AP não é obrigatória para a certificação, mas sim estimulada pela obtenção de um crédito adicional ao processo. O Brasil conta com mais de 60 profissionais Leed APs e em torno de dez empresas de consultoria para certificação.

O processo de certificação é todo realizado por meio de uma plataforma on-line do GBCI, através do preenchimento de formulários, planilhas e envio de documentação digital, como projetos, memórias de cálculo, relatórios e registros fotográficos. O processo tem inicio com o Registro do Projeto, quando são fornecidos os dados gerais do empreendimento. Na seqüência, toda a documentação da fase Projeto é coletada e inserida na plataforma para a pré analise da certificação. Ao término da obra, a documentação da fase Construção é inserida na plataforma e informações da fase Projeto podem ser corrigidas e atualizadas. Feito isto, o GBCI irá analisar toda a documentação e conceder ou não a certificação. As categorias da certificação Leed são: Certificado – 40 a 49 pontos; Prata – 50 a 59 pontos; Ouro – 60 a 79 pontos; e Platina – 80 a 110 pontos.

Os tipos de certificação Leed são:

Leed NC (New Constructions) – para novas construções ou grandes reformas- Elaborada para guiar projetos que se distinguem por sua alta performance (energia, água, qualidade ambiental interna, produtividade, etc.). Pode ser usado para prédios comerciais, residenciais, governamentais, instalações recreativas, laboratórios e plantas industriais.

Leed CS (Core & Shell) – Certifica as áreas comuns e internas do empreendimento, o sistema de ar condicionado e elevadores. É utilizado por construtores e incorporadores que estão desenvolvendo o projeto para posterior comercialização de suas salas, garantindo ao futuro usuário que suas instalações ofereçam todas as condições para alta performance do empreendimento.

Leed CI (Commercial Interiors) – Garante a alta performance dos interiores em termos de ambiente saudável, locais de trabalho produtivos, baixo custo de manutenção e operação e redução do impacto ambiental. Oferece aos usuários, arquitetos de interiores e designers, a possibilidade de criar ambientes sustentáveis, independente de não poderem atuar na operação de todo o prédio.

Leed ND (Neighbourhood Developments) – É usada para bairros e desenvolvimento de comunidades, integrando os princípios do crescimento inteligente, urbanismo e construção sustentável para a concepção de bairros.

Leed Schools – Reconhece o caráter único da concepção e construção de escolas, abordando a sala de aula, acústica, planejamento central, prevenção contra mofo e avaliação ambiental do local.

Leed EB (Existing Buildings) – É específico para edifícios existentes, ajudando os proprietários e operadores a medir suas operações, fazer melhorias na manutenção em uma escala consciente, com o objetivo de maximizar a eficiência operacional e minimizar os impactos ambientais.

Sobre Administrador

Veja também

AIDS: entre a cura possível e um novo surto mundial

Apesar dos progressos da pesquisa, desde a primeira descrição da AIDS, em junho de 1981, …