Últimas Notícias
Home / Cidades / Sustentabilidade / Cidade Pedra Branca – Urbanismo Sustentável

Cidade Pedra Branca – Urbanismo Sustentável

Bairro Pedra Branca - Santa Catarina - protótipoO empreendimento Pedra Branca, idealizado por Valério Gomes Neto (herdeiro do grupo Portobello), em Palhoça – SC, foi totalmente planejado nos padrões da sustentabilidade. A ideia é tão bacana que atraiu os olhares de Bill Clinton, o ex-presidente dos EUA.

O Pedra Branca foi planejado para ser o modelo de estrutura para o futuro. No início, a área era apenas uma fazenda de 250 hectares que sofria com o crescimento urbano. A saída encontrada por Gomes foi transformá-la em um bairro inteiramente planejado. Nele, cada detalhe foi pensado visando o melhor aproveitamento dos recursos, redução do consumo e qualidade de vida.

Para atrair empresas para a região, Gomes doou uma parte do terreno para a instalação da Unisul. Deu certo, hoje existem 40 companhias na região, que geram 4.500 empregos. O bairro começou a tomar forma com a venda de lotes para construção de casas, que precisavam seguir um padrão que facilitasse a mobilidade a pé e de bicicleta.

A segunda fase do projeto, do herdeiro do grupo Portobello, é conhecido como new urbanism, pensamento que consiste em criar bairros mistos, que abriguem em sintonia residências, escritórios, comércios e áreas de lazer. Apenas um mês após o lançamento do projeto de edifícios, já haviam sido vendidos 70% dos apartamentos.

[table id=1 /]

Os prédios que formam a primeira quadra construída no Pedra Branca, não são nada tradicionais. Em um mesmo prédio existem apartamentos de diversos tamanhos e destinados a atividades diferentes. Entre os 217 apartamentos espalhados pelas seis torres, existem residenciais com dois quartos, ou com quatro suítes, além de conjuntos comerciais e algumas lojas, espalhadas pelo piso térreo. Os valores variam de 200 mil a um milhão de reais.

As construções possuem sistema de reaproveitamento da água da chuva, geradores de energia solar, coleta de óleo de cozinha, tratamento de esgoto, uso de materiais reciclados e a iluminação das ruas é feita com lâmpadas de LED.

A expectativa é de que o bairro se torne uma espécie de mini cidade, composta por 47 quadras, que abriguem mais de dez mil apartamentos. Gomes pretende construir um hospital no bairro e atrair cada vez mais empresas. Esse tipo de estrutura consegue concentrar em um local pequeno, todos os itens necessários para uma vida confortável, por isso acaba sendo tão atrativo.

O empreendedor não deixou de considerar a questão social em seu projeto, por isso tem exercido um trabalho de capacitação profissional aos moradores das comunidades localizadas nos arredores do condomínio. Além disso, para que o bairro se torne inteiramente sustentável estão sendo trabalhadas metas de redução de consumo e desperdício.

Mais informações no site do empreendimento.

Com informações do Portal Exame

Sobre Administrador

Veja também

AIDS: entre a cura possível e um novo surto mundial

Apesar dos progressos da pesquisa, desde a primeira descrição da AIDS, em junho de 1981, …