Últimas Notícias
Home / Construção / Arquitetura / Construir com pré-moldados

Construir com pré-moldados

Construção com pré-moldadosCom o apelo vindo dos canteiros de obras, onde a demanda exige ritmo cada vez mais acelerado, a construção civil caminha na direção da industrialização. Para isso, começa a utilizar em maior escala ferramentas como as estruturas pré-moldadas, que também são uma alternativa para a carência de profissionais no setor. As paredes já chegam prontas. As colunas são apenas fincadas no chão por grandes máquinas. E o resto é encaixado como se fosse uma montagem com “legos”. Pronto: em poucos dias a casa está construída. A civilização moderna busca cada vez mais a prática, a facilidade. Fazer uma casa com pré-fabricados admite a possibilidade de se construir em um prazo muito menor do que o normal. Resta saber se essa é a melhor opção.

Mesmo com os pré-moldados tendo um avanço de 100% desde 2006, o espaço a ser explorado ainda é grande. Vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-RS) e proprietário da Preconcretos Engenharia, José Paulo Grings cita um exemplo desse potencial: na Finlândia, 45% do consumo de cimento vai para o pré-fabricado. No Brasil, são apenas 4,5%.

Pilares, vigas e lajes pré-fabricadas já vêm sendo utilizados com frequência em obras de indústrias, mas ainda têm participação tímida nos empreendimentos residenciais. Realidade que começa a ser revertida no Estado. A Rossi implantou em Canoas uma central de montagens – que funciona a pleno vapor há cerca de dois meses –, onde produz do alicerce às paredes em projetos residenciais. Por enquanto, os pré-moldados têm como foco os empreendimentos do segmento econômico, que exigem uma produção em ritmo mais acelerado e em volumes maiores.

Maior indústria de pré-fabricados de Minas Gerais, onde tem a sua sede, a Premo Construções e Empreendimentos S.A. utiliza esse método de construção de imóveis em todo o Brasil. Com o objetivo de reduzir o custo e inovar tecnológica e logisticamente.

O sistema é aplicável tanto em empreendimentos verticais como nos horizontais. Placas de concreto internas e externas substituem as estruturas e vedações convencionais em alvenaria. Essas placas são montadas perpendicularmente umas às outras, formando “Ls”. Nas construções verticais, depois da aplicação das lajes, o pavimento seguinte é montado na mesma projeção do inferior. Os cantos formados pelo encontro das peças são fixados com solda e em alguns casos por meio de grouteamento (concreto fluido).

“Calculamos que uma casa pré-moldada fica em média 30% mais barata”, avalia Fátima de Sousa, executiva de vendas da Pré-Moldado Brasil Ltda. Uma casa, de 48m², com dois quartos pode ser montada em apenas cinco dias. A estrutura vendida pela empresa é de placas de concreto, sem encanamento, telhado e instalações hidráulica ou elétrica.

Na hora de comprar uma casa pré-moldada, fique atento a alguns pontos. O primeiro deles é dar à empresa todas as informações sobre o terreno, como inclinação e tipo de solo. Antes de fazer a casa, é importante que o terreno seja visitado para que se possa decidir sobre a melhor posição da casa em relação ao sol.

Preste bem atenção ao assinar o contrato e certifique-se de que tudo que foi combinado está escrito nele. Investigue também se não há reclamações em órgãos de defesa do consumidor contra a empresa escolhida. Reserve um dinheiro extra para o caso de haver algum imprevisto durante a instalação da casa.

Sobre José Ruiz

Blogger, Corretor de Imóveis, editor do Fórum Imobiliário, especialista em Marketing Digital. Perfil de Twitter e Facebook abaixo: dá uma passadinha lá..

Veja também

A importância de um profissional na vistoria de imóvel novo

Antes da entrega das chaves, é praxe entre todas as construtoras a realização de uma …

  • é estamos na era dos imóveis playmobil …

  • Libério Duarte Francisco

    Estou muito interessado neste tipo de construção, na questão de durabilidade e segurança elas são confiáveis?