Últimas Notícias
Home / Construção / E o preço dos imóveis, sobe ou desce?

E o preço dos imóveis, sobe ou desce?

DronesDesde 2008 os anúncios de lançamentos imobiliários tornaram-se parte do nosso cotidiano. Em todo lugar que se passava viam-se propagandas em placas, outdoors, panfletos, bandeiras, estandes, jornais, TV, rádio, internet, e-mail, enfim, fomos inundados com tantas unidades lançadas. No início os preços eram atrativos, mas com o passar do tempo subiram consideravelmente, deixando os possíveis compradores mais cautelosos antes de assinar um contrato.

Passaram-se 6 anos, e o que mudou?

Atualmente as construtoras e incorporadoras frearam um pouco seus lançamentos. Segundo matéria especial da edição 1065 da revista Exame, as empresas só estão construindo o que ainda está vendendo bem, e em cidades onde a demanda continua existindo.

“Não dá mais para arriscar”, diz Alexandre Vedrossi, diretor da incorporadora da Brookfield.

Os preços elevados dos imóveis também fizeram com que a procura diminuísse consideravelmente. Segundo Pesquisa Imobiliária apresentada pela Exame, e conduzida pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), foi feita uma análise em 82 das mais importantes cidades brasileiras, que juntas respondem por 35% da população e metade do PIB brasileiro. O levantamento mostrou que o preço dos imóveis continua subindo no Brasil, em 2013 a média da valorização foi de 12%. Porém, em algumas cidades houve redução nos preços dos imóveis, isso porque onde houve excesso de oferta estão acontecendo reajustes, e o preço passou a acompanhar a evolução da renda e do nível de emprego de cada cidade.

“É o que acontece em mercados maduros. Saímos da fase de euforia e estamos entrando em outra, mais calcada na realidade do país”, diz Eduardo Zylberstajn, pesquisador da Fipe e responsável pelo levantamento.

Imóveis usados também têm alcançado uma valorização considerável, na cidade do Rio de Janeiro valorizou 30% em 2011 e 15% em 2012. Com a preparação da cidade para a Copa do Mundo e Olimpíadas alguns bairros foram revitalizados, valorizando ainda mais os imóveis. No Espírito Santo, mesmo com menos lançamentos as vendas de imóveis cresceram em Vitória de 2011 a 2013.

Com tantos imóveis disponíveis e a redução na procura, as incorporadoras têm feito promoções que vão desde descontos e armários de cozinha, até carros. Com tanta concorrência e opções variadas, as empresas têm buscado se aproximar do cliente, estreitando relacionamento, oferecendo “brindes” e descontos, direcionando a propaganda e trabalhando um bom atendimento.

Existem algumas ferramentas diferenciadas que podem ajudar o corretor e imobiliária a cativar o cliente e se diferenciar no mercado. Utilizar o QR Code na placa do imóvel, direcionando o cliente para a página de detalhes do imóvel no site é uma funcionalidade muito importante e facilita o acesso do cliente. A realidade aumentada, projetando em 3D a perspectiva do empreendimento no terreno também pode ajudar a fechar uma venda. Algumas imobiliárias já utilizam os Drones, que é um tipo de helicóptero, circulando e filmando várias perspectivas do imóvel e do terreno. As Redes Sociais também são uma ótima maneira de atingir o cliente e estreitar relacionamento, mas não se deve descartar o site para expor os imóveis e ampliar a divulgação dos mesmos. Algumas soluções oferecem site + websistema + versão mobile, para que o corretor ou imobiliária possa gerenciar melhor seu negócio. O Ville Imob é uma solução que oferece esses recursos, para potencializar as vendas.

Em meio a tantas especulações sobre o futuro do mercado imobiliário não se deve esquecer que o cliente está sempre em primeiro lugar, e, muitas vezes, atendê-lo de forma diferenciada será o fator decisivo para uma excelente venda.

Leslie Bravin
Dpto. Marketing
VilleImob – Gestão e Marketing Imobiliário
Soluções para Imobiliárias e Corretores

Sobre villeimobiliarias

Veja também

Simplificar arrecadação de INSS nas construções

Para regularizar no cartório de registro de imóveis a situação de uma obra, seja ela …