Últimas Notícias
Home / Editores / Carlos Alceu / Hora de Comprar & Outras Notas

Hora de Comprar & Outras Notas

LEGISLAÇÃO POSITIVA
Levantamento do Cofeci junto à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal, mostra que tramitam nas duas casas legislativas 55 projetos de lei que causarão impacto no mercado imobiliário. Dentre eles, o que amplia o uso de recursos do FGTS para financiar lotes urbanizados com fins residenciais, e o que prevê a desburocratização da documentação para a concessão de financiamentos.

EMPRÉSTIMO ESPECIAL
A liberação de R$ 4,2 bilhões para utilização em mútuos imobiliários na linha Pró-Cotista FGTS, pode facilitar a venda de imóveis novos e usados cujo valor não ultrapasse R$ 400.000,00. Essa linha permite financiar de 80% (CEF) a 90% (Banco do Brasil) do preço, embora esteja restrita a trabalhadores que têm conta vinculada ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço há mais de três anos.

DINHEIRO BARATO
Quem deseja tomar dinheiro emprestado, em valores mais expressivos, deve recorrer ao chamado “home equity”, que consiste basicamente em financiar um imóvel próprio para si mesmo. Os bancos liberam de 50% a 60% do valor da avaliação do bem, que será dado em garantia, e oferecem prazos de até 20 anos para pagamento. Os juros são bem inferiores aos cobrados em outras operações.

RECUPERAÇÃO NAS VENDAS
De acordo com o Sindicato da Habitação (Secovi) paulista, as vendas de imóveis residenciais novos e em lançamento cresceram pelo segundo mês consecutivo na cidade de São Paulo. Recuperando-se da estagnação observada nos dois primeiros meses do ano, o mercado evoluiu positivamente em março e abril, com os apartamentos de dois dormitórios liderando com 60% dos negócios fechados.

USUCAPIÃO NEGADO
Decisão do Superior Tribunal de Justiça reconheceu a impossibilidade jurídica de imóvel hipotecado via Sistema Financeiro da Habitação ser objeto de usucapião, mesmo que o autor da ação haja celebrado contrato de gaveta com o mutuário. Para a Justiça, o caráter público do SFH e o fim social do mútuo, que possibilita a aquisição de moradia a baixo custo pela população, vedam a usucapião.

HORA DE COMPRAR
Para o economista Ricardo Amorin, esse é um bom momento para quem quer comprar imóveis, pois os preços devem voltar a subir com a recuperação da economia brasileira, a partir do próximo ano. O debatedor do programa Manhattan Conecttion recordou que quem adquiriu um imóvel nos anos de 2002 e 2003 – quando o dólar alcançou R$ 4,00 e o país também passou por uma séria crise econômico-financeira –, viu o preço do seu bem se multiplicar até vinte vezes.

PODER ÀS MULHERES
Dados do Governo Federal indicam que nada menos que 89% das moradias financiadas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, estão registradas em nome de mulheres (no Bolsa família, são 93%). O PMCMV prevê que, em determinadas situações, mulheres separadas podem adquirir um imóvel sem a assinatura do marido com o qual não mais convivem.

ALUGUEL EXAGERADO
Qual sua opinião sobre locar uma residência por R$ 40 mil mensais? Se para a imensa maioria dos brasileiros esse é um aluguel extravagante, para um seleto e pequeno grupo de executivos, nem tanto. Com valores na casa dos milhares de reais por mês, o mercado locatício de luxo em São Paulo é uma realidade – normalmente bancado por multinacionais para seus funcionários estrangeiros.

Fonte: CARLOS ALCEU MACHADO (www.cam.adv.br)

Sobre Carlos Alceu Machado

Veja também

Caixa Reduz Juros do Crédito Imobiliário & Outras Notas

CAIXA REDUZ OS JUROS DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO A Caixa Econômica Federal anunciou a redução da …