Últimas Notícias
Home / Editores / Carlos Alceu / Janeiro Tem Sido Favorável ao Mercado Imobiliário & Outras Notas

Janeiro Tem Sido Favorável ao Mercado Imobiliário & Outras Notas

JANEIRO TEM SIDO FAVORÁVEL AO MERCADO IMOBILIÁRIO
Apesar de ser um movimento relativamente recente, janeiro tem sido o mês em que as pessoas mais procuram imóveis. Dados do site VivaReal mostram que, em média, em janeiro há um crescimento de 48% nas visitas ao portal, os consumidores aumentam 41% o número de contatos gerados e 36% dos consumidores que estão buscando imóveis pretendem fechar negócio até março. Também o Google recebe picos de buscas.

PREÇO ESTÁVEL E MELHORA NO CRÉDITO IMPULSIONAM VENDAS
A perspectiva de que a economia está caminhando para a estabilização já está injetando algum ânimo no mercado imobiliário. Para especialistas na área, mais consumidores estão voltando a fazer planos para comprar um imóvel. Dois fatores pesam a favor de quem está em busca da casa própria: os preços estão estáveis e o custo do crédito barateou por causa da redução da taxa de juros.

PESQUISA MOSTRA POTENCIAL DO MERCADO DE IMÓVEIS USADOS
Pesquisa realizada pelo IBOPE Conecta mostrou que existem mais de 17 milhões de imóveis sem uso no País, o que representa um potencial de mais de R$ 6 trilhões em vendas. Chama a atenção o percentual de internautas entre 16 e 24 anos que têm intenção de vender imóveis (25%); entre 25 e 35 anos, esse porcentual sobe para 27% e, de 35 a 54 anos, chega a 39%. A classe social que mais quer vender é a B, com 47%, seguida pela C, com 42%.

CRÉDITO IMOBILIÁRIO CRESCEU 9,2% EM NOVEMBRO
Os financiamentos para aquisição e construção de imóveis no País atingiram R$ 3,98 bilhões em novembro deste ano, o que representa crescimento de 9,2% em relação a outubro. Já na comparação com novembro do ano passado, foi registrada uma queda de 2,7%. Os dados são da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança e levam em conta os recursos das cadernetas de poupança pelos agentes do SBPE.

BUSCA POR IMÓVEL PARA ALUGAR SUPERA A BUSCA PARA COMPRA
Segundo o portal Imovelweb, que tem mais de dois milhões anúncios mensais, a procura por aluguel de imóveis superou a busca por aquisição em cerca de 60%, no mês de novembro. O mesmo cenário é visto no levantamento anual: a pesquisa por locação superou em quase 50% a busca por compra. O motivo para esse quadro é a crise econômica, que reduziu o número de compradores.

INQUILINO NÃO PODE REQUERER USUCAPIÃO DO IMÓVEL
Independentemente do prazo que o inquilino aluga um imóvel, ele não pode requerer usucapião, porque a posse do locatário não se presta a esse fim. Isso só seria possível se o locador desaparecesse e nunca mais cobrasse o aluguel, abandonando o imóvel; nessa situação, a locação deixaria de existir e o inquilino, se atendesse os requisitos legais, poderia pleitear a usucapião.

PROJETO PODE DAR MAIOR PROTEÇÃO A COMPRADORES DE IMÓVEIS
Proposta em análise na Câmara dos Deputados altera o Código de Processo Civil para assegurar maior proteção a quem adquire um imóvel de boa fé. O projeto deixa explícito que não ficará configurada fraude à execução quando, na matrícula do imóvel, não estiver registrada ou averbada a existência de processos cujo resultado possa levar o vendedor à insolvência.

CÁLCULO DAS DESPESAS CONDOMINIAIS POR FRAÇÃO IDEAL
O Código Civil determina que cada condômino deverá concorrer para o custeio das despesas condominiais com base na fração ideal da sua unidade, salvo disposição em contrário na convenção. Ou seja, apenas se a convenção do condomínio prever um modo diferente de rateio, é que a divisão dos gastos com base nas frações ideais não poderá ser realizada.

Sobre Carlos Alceu Machado

Veja também

Estoque de Imóveis Novos Já Caiu 21,5% & Outras Notas

ESTOQUE DE IMÓVEIS NOVOS JÁ CAIU 21,5% O respiro do mercado imobiliário nos últimos meses, …