Últimas Notícias
Home / Mercado / Mercado Forte & Outras Notas

Mercado Forte & Outras Notas

OPINIÃO DE INVESTIDORES
Segundo a Pesquisa Global da Opinião dos Investidores / 2014, realizada pela Franklin Templeton, nada menos que 23% dos investidores brasileiros creem que o mercado imobiliário é a melhor opção de investimento para os próximos 10 anos. Em 2º lugar, com 15%, surge a aplicação em bolsa de valores. Em 3º lugar, estão as commodities não-metálicas e os depósitos de renda fixa, cada um com 12% das respostas.

MERCADO SEGUE FORTE
A opinião dos investidores pode estar respaldada no ritmo de crescimento do mercado imobiliário – quase sete vezes maior do que o do PIB – e no fato do crédito imobiliário contar com forte apoio estatal. E não se trata de algo de momento. No futuro, por conta do alto déficit habitacional no País (cerca de 7 milhões de moradias), o ramo dos imóveis deverá continuar liderando.

AMERICANA NO BRASIL
A incorporadora norte-americana Related está chegando ao País com uma ambição: tornar-se uma das maiores empresas do ramo, em apenas três anos. Prevendo investimentos na ordem de um bilhão de dólares no próximo triênio, a Related terá como foco o Nordeste brasileiro. Outras companhias americanas e também europeias estão de olho no nosso mercado.

OS MELHORES GAÚCHOS
O CRECI-RS, em parceria com o Pense Imóveis, premiou as imobiliárias e os corretores que se mais destacaram no mercado imobiliário gaúcho no ano de 2013. O 1º Prêmio CRECI-RS foi entregue no final de agosto às imobiliárias Master Imóveis, Ducati, One Imóveis de Luxo e Nilo Imóveis, e aos corretores Laerson Kunzler, Rozely Athayde, Cristine Vieiro e Luiz Cesar da Silva.

VALORIZAÇÃO SUPERA INFLAÇÃO
De acordo com o índice FipeZap Ampliado, o valor de mercado dos imóveis residenciais teve uma alta média de 3,49% nas dezesseis cidades brasileiras pesquisadas. Nos últimos doze meses, o aumento acumulado é de 10,90%.
O índice é calculado pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica em parceria com o portal Zap Imóveis, e está baseado nas ofertas publicadas.

REGISTROS ON LINE
A mesma lei que criou o Programa Minha Casa, Minha Vida (11.977/09), também determinou que até julho de 2014 todos os ofícios imobiliários deveriam estar disponíveis na internet. O sistema permitiria, entre outras coisas, o registro eletrônico, a solicitação de certidões e a visualização das matrículas dos imóveis, facilitando a vida dos brasileiros. Ainda está no papel.

A META É R$ 140 BI
A Caixa Econômica Federal, que detém mais de 2/3 do mercado de crédito imobiliário, prevê um crescimento mensal de R$ 12,5 bilhões até o final do ano. A meta da CEF é encerrar 2014 com R$ 140 bilhões em operações de mútuo habitacional. Atualmente, esse mercado já representa cerca de 9% do Produto Interno Bruto (PIB) – um aumento de 400% em relação ao início do século.

CRÉDITO EM ALTA
A ABECIP divulgou que o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis no País somou R$ 10,4 bilhões em julho – uma elevação de 4,3% em relação ao mesmo mês do ano passado e de 14,1% na comparação com junho de 2014. No acumulado dos primeiros sete meses do ano, foram financiados R$ 63,6 bilhões, um resultado 6,7% superior ao de igual período de 2013. Os números consideram apenas os recursos originados no SBPE.

RICO TAMBÉM QUER
A busca de crédito por parte de pessoas de alta renda também tem aumentado nos últimos tempos. Levantamento feito por uma grande imobiliária paulista, registrou que entre 2009 e 2013 houve um aumento de 686% na quantidade de financiamentos de imóveis acima de R$ 1 milhão. Considerando os valores totais negociados, o crescimento foi de 1.362% no mesmo período.

Fonte: CARLOS ALCEU MACHADO (mais Notas no Site)

Sobre Carlos Alceu Machado

Veja também

Caixa Reduz Juros do Crédito Imobiliário & Outras Notas

CAIXA REDUZ OS JUROS DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO A Caixa Econômica Federal anunciou a redução da …