Últimas Notícias
Home / Mercado / Investimentos / Mesmo com valorização, venda de imóvel aumenta 30%, em média neste ano em SP

Mesmo com valorização, venda de imóvel aumenta 30%, em média neste ano em SP

Quem buscou imóveis em São Paulo neste ano, encontrou preços maiores que os registrados no ano passado. A valorização mais intensa que a de 2009, contudo, não prejudicou as vendas, que aumentaram, em média, 30% neste ano. E a tendência, segundo o presidente do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), José Augusto Viana Neto, é que esse cenário não se altere em 2011.

“A expectativa é que esse cenário continue, porque, por mais que se produzam novos imóveis, eles não conseguem atender à demanda natural do crescimento”, afirma. “É aquela história de oferta e procura. A procura está aquecida, então, a tendência é aumentar o preço. Na média, há uma valorização expressiva”, avalia.

DEMANDA E OFERTA

Essa busca aquecida deve-se, sobretudo, às movimentações de crédito e aumento da renda da população. Esse motivo foi um dos principais fatores para que a demanda por imóveis residenciais tenha crescido 60% neste ano no Rio de Janeiro. Somente neste mês, a procura por imóveis cresceu 64%.

Com mais acesso ao crédito, houve um impacto forte da população de baixa renda na procura por imóveis, afirmou o presidente do Creci-RJ, Edécio Cordeiro. “Os lançamentos estão sendo vendidos em menos de 24 horas”, disse, de acordo com a Agência Brasil.

Em São Paulo, a oferta de imóveis residenciais, na avaliação do presidente do Creci-SP, não sofreu grandes variações neste ano. “O mercado está normal, tem uma boa oferta”, afirma. No Rio de Janeiro, a situação é inversa. “A procura, hoje, é até maior que a oferta, tanto na locação quanto na venda”, disse.

ALUGUEL

No caso das locações, o cenário não é tão bom em São Paulo. “Do total de imóveis alugados somente em outubro, 65% das novas locações referiam-se a imóveis que foram devolvidos. Se não houvesse essa devolução, 65% das pessoas que locaram imóveis não teriam encontrado imóvel para alugar em outubro”, afirma Viana.

Para ele, a demanda por locação, como em todo o mercado imobiliário, está aquecida, contudo, a oferta está escassa. “Não tem imóvel para locação”, ressalta. E esse cenário, na sua avaliação também não deve registrar fortes mudanças no próximo ano.

MINHA CASA, MINHA VIDA

Para 2011, Viana espera um acordo com o governo para garantir os benefícios do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida para imóveis usados. “Há milhões de imóveis esperando compradores. E como o programa é destinado a imóveis novos, há milhões de pessoas esperando por um imóvel. Com a inclusão dos usados no programa, as pessoas poderão ter acesso imediato à casa própria”, afirma Viana.

Fonte: Infomoney

Sobre Administrador

Veja também

Caixa Reduz Juros do Crédito Imobiliário & Outras Notas

CAIXA REDUZ OS JUROS DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO A Caixa Econômica Federal anunciou a redução da …