Últimas Notícias
Home / Cidades / Política Habitacional / Mulheres compram mais imóveis

Mulheres compram mais imóveis

O balanço das contratações de financiamentos imobiliários pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), em quase uma década – do ano 2000 até 25 de outubro deste ano – mostra o crescimento da participação dos jovens, das mulheres e dos que ganham até três salários.

Apesar do sexo masculino ainda ser maioria, as mulheres representam, em média, 45,6%, no Ceará – uma alta de 10%. Os dados são da Caixa Econômica Federal (CEF), mas são representativos do mercado como um todo, já que a instituição detém cerca de 80% dos financiamentos imobiliários do País.

O vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro Holanda, diz que essa era a classe menos favorecida nos últimos 20 anos e agora está tendo oportunidade de financiar um imóvel. Segundo ele, aumentaram as chances de adquirir a casa própria porque a oferta de crédito aumentou, os juros baixaram e os prazos se alongaram.

“A prestação está cabendo no bolso e como ocorreu com o carro agora as pessoas estão podendo comprar a casa”, completa, ressaltando que o próximo passo é acabar com a burocracia para reduzir a duração do processo de compra para dez, 15 dias no máximo. “Hoje o financiamento de um automóvel sai em dois dias e o de uma casa leva, em média, um mês”, diz o empresário, considerando que o programa Minha Casa, Minha Vida está facilitando o acesso desse público aos financiamentos imobiliários.

O gerente Regional de Habitação e Construção Civil da Caixa, José Ney Monteiro Pereira, concorda que o programa está contribuindo com o boom imobiliário. Mas observa que também reflete o aumento do emprego formal, da inserção da mulher no mercado de trabalho e da melhoria de renda do trabalhador brasileiro. “Da melhoria da economia brasileira nos últimos 10 anos”, completa.

De acordo com os dados da Caixa, em 2000, os mutuários com idade até 35 anos representavam 51,0% dos contratos no Brasil. Em 2010 – até 25 deste mês – esse índice passou para 58,6% no Brasil. Em igual período, no Ceará, subiu de 43,8% para 55,4%. Se for considerada essa faixa e a dos que têm até 45 anos, entre os cearenses, representam mais de 80% das contratações.

Para Ney Pereira, a procura maior e a aprovação do contrato para os mais jovens é resultante da maior absorção desse público no mercado de trabalho e do crescimento do emprego formal, com carteira assinada.

Fonte: O Povo Online

Sobre Administrador

Veja também

Mutuário que fizer contrato de gaveta poderá perder imóvel

Quem comprar imóvel na segunda fase do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ e quiser vendê-lo …

  • Olinto Imóveis

    Sem dúvidas elas cada vez mais conquistam seu espaço e são muito mais independentes, e quando o poder de compra é compartilhado com um companheiro a decisão final ainda é delas rs.

    Marcio Olinto
    http://www.olintoimoveis.com.br

  • maria das dores santos de souza

    tenho 18 anos , comecei a trabalhar a pouco tempo , e ganho um salário gostaria de saber se tem como eu me cadastrar no progama minha casa minha vida