Últimas Notícias
Home / Mercado / Investimentos / O uso das sociedades em conta de participação no mercado imobiliário

O uso das sociedades em conta de participação no mercado imobiliário

Atualmente existem cada vez mais pessoas interessadas em investir em venture capital ou private equity. O capital de risco passou a ser uma grande oportunidade de negócios no Brasil, sendo crescentes os fundos ou as associações de pessoas tendentes a direcionar seus recursos para tais atividades, preterindo os investimentos clássicos como renda fixa, fundos de pensão ou mesmo o mercado de capitais.

Aparecem os investimentos nas chamadas empresas emergentes, empresas que, entre outras características, pelo menos aos olhos dos investidores, sinalizam um futuro promissor em termos de remuneração aos seus recursos. E o que fazem estes investidores? Pactuam uma “sociedade em conta de participação“, onde cabe aos investidores ou sócios participantes (que mantém total anonimato) aportar recursos, por um determinado prazo de tempo, e ao sócio ostensivo (o único que aparece perante terceiros) gerir e aplicar tais recursos.

Esse instrumento contratual vem sendo cada vez mais utilizado, hoje em dia, para a formação de verdadeiros clubes de investidores imobiliários, para incorporações imobiliárias, para construções em geral, de forma que, encerrado o empreendimento para o qual foi gerado e distribuídos os lucros, extingue-se a sociedade.

Sobre Administrador

Veja também

As vantagens e os riscos de investir em flats.

São Paulo – Os flats já trouxeram muita dor de cabeça aos investidores no início …