Últimas Notícias
Home / Cidades / Sustentabilidade / Protótipo de casa sustentável de 40m² é apresentado na Ambiental Expo 2010

Protótipo de casa sustentável de 40m² é apresentado na Ambiental Expo 2010

Projeto casa aqua - telhadoCasa Aqua 2010 – Leroy Merlin aplica os princípios de sustentabilidade na construção de casas com padrão econômico

A Fundação Vanzolini, detentora da Certificação da Alta Qualidade Ambiental – AQUA, estará presente na Ambiental Expo 2010 – 2ª Feira Internacional de Equipamentos e Soluções para o Meio Ambiente -, que acontece de 27 a 29 de abril, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Na ocasião, apresentará o protótipo de uma casa térrea com 40m², idealizada pela Fundação Vanzolini e Inovatech Engenharia e projetada pelo arquiteto Rodrigo Mindlin Loeb.

A Casa Aqua – patrocinada pela Leroy Merlin -, foi concebida para demonstrar, na prática, possibilidades de soluções que atendam aos critérios do Referencial Técnico de Certificação da Construção Sustentável – Processo Aqua.

Na ocasião, os visitantes terão a oportunidade de conhecer um projeto que integra vários sistemas e materiais e que pode diminuir os impactos das construções no meio ambiente e proporcionar mais conforto e saúde ao usuário. Também, vão poder conferir, em escala real, sistemas como o reaproveitamento de água de chuva, equipamentos que reduzem o consumo de energia, utilização de energia solar e de produtos e materiais recicláveis, entre outros.

Projeto casa aquaSegundo o coordenador executivo do Processo AQUA na Fundação Vanzolini, o professor Manuel Carlos Reis Martins, a habitação certificada é mais saudável e confortável, pois além de controle de ruído, calor, odores, qualidade do ar, da água e dos ambientes, privilegia a iluminação natural. “Na medida em que o setor evolui cresce, também, a preocupação com o meio ambiente e com o bem-estar das pessoas. Nossa intenção é oferecer uma certificação que atenda às necessidades do mercado brasileiro e demonstre, de maneira inequívoca, a qualidade ambiental e de conforto e saúde da edificação”, destaca.

O engenheiro Luiz Henrique Ferreira, diretor da Inovatech, líder no mercado nacional de consultoria para Certificação Aqua, explica que na faixa de mercado de residências de 40m² o preço é um fator importante. “Por isso, uma das metas da Casa Aqua é demonstrar que a preocupação com a sustentabilidade e a certificação de um projeto não são necessariamente dispendiosos. Se o projeto for bem executado e racionalizado, o custo da construção sustentável pode ser similar ao de uma edificação convencional, sem aumento de custo de construção”, explica Luiz Henrique.

O que ajuda a tornar uma residência sustentável

  1. A boa qualidade e a coerência do projeto arquitetônico, em relação ao programa de necessidades e ao contexto sócio-econômico-ambiental e à infraestrutura urbana do local.
  2. Dentro do item gestão de energia, a norma prevê o uso de equipamentos com o Selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), além de lâmpadas economizadoras e iluminação das áreas comuns com sensores de presença (a lâmpada só acende se alguém está no ambiente).
  3. Previsão de locais para coleta de resíduos nas áreas externas dos empreendimentos.
  4. Sistema de Tubulações do lado externo da casa: facilita a manutenção.
  5. Sistema de reutilização de água de chuva: dependendo dos índices pluviométricos, e da área de captação, uma casa pode economizar 50% no consumo de água fornecida pela concessionária e utilizá-la na rega de jardins e descarga nos sanitários.
  6. Uso de bacia sanitária com caixa acoplada, que gasta de 3 a 6 litros por fluxo. Dependendo do uso e ocupação do edifício, a utilização de sistemas enonomizadores de água pode reduzir o consumo de 50% até 75%. Uma válvula de descarga convencional gasta aproximadamente 18 litros por fluxo.

Sobre o Certificado AQUA Habitacional

Desde 2007, a Fundação Vanzolini – com a participação de professores dos departamentos de Engenharia de Produção e de Construção Civil da Poli-USP – é detentora exclusiva do Processo AQUA para edifícios comerciais e de serviços, ocasião em que firmou acordo com o CSTB (Centre Scientifique et Technique du Bâtiment) instituto francês, referência mundial em pesquisas na construção civil, e sua subsidiária Certivéa, para adaptação dos referenciais técnicos da certificação francesa HQE (Haute Qualité Environnementale) ao Processo AQUA no Brasil. Sendo que hoje já conta no país com a adesão de 14 empreendimentos, sete dos quais já certificados.

Mas foi por meio de convênio, firmado em 2008, com a Cerqual, integrante do Grupo Qualitel (organismo francês de certificação de empreendimentos habitacionais sustentáveis na França), que a Fundação desenvolveu o Referencial Técnico de Certificação (conjunto de normas) do Processo AQUA para Edifícios Habitacionais no Brasil, disponibilizando-o agora ao mercado.

Sobre Administrador

Veja também

AIDS: entre a cura possível e um novo surto mundial

Apesar dos progressos da pesquisa, desde a primeira descrição da AIDS, em junho de 1981, …