Últimas Notícias
Home / Destaques / Promovido / Retorno dos Investidores & Outras Notas

Retorno dos Investidores & Outras Notas

BUSCA DE GARAGENS
Em todo o País, está havendo uma enorme procura por vagas de garagem, tanto residenciais quanto comerciais. E não é para menos, já que o número de veículos vendidos nos últimos cinco anos é absolutamente desproporcional às garagens e às vias públicas construídas no mesmo período – para não falar nas questões de segurança. Há casos em que apenas um box eleva o preço do apartamento em até 40%.

CONDOMÍNIO PARCELADO
Rolou na internet, na última semana, discussão acerca da possibilidade de um condômino, tendo débito condominial parcelado, votar em assembleias gerais. Sim, é possível desde que tenha ocorrido novação da dívida, e não um mero parcelamento do débito. E isso porque, na novação, prevista no Código Civil, o devedor contrai com o credor uma nova dívida, visando extinguir a anterior.

INSEGURANÇA CARA
A questão da violência anda preocupando as pessoas, algumas até demais. Em Belo Horizonte, a Câmara Municipal aprovou lei que obriga os futuros condomínios a projetarem guaritas com vidros escuros e blindados, câmaras externas de alta definição, botão de pânico, gaveta para recebimento de encomendas, sistema de gaiola na portaria, mecanismos de comunicação com a polícia etc. Claro que tudo às custas dos condôminos.

O RETORNO DOS INVESTIDORES
Pesquisas mostram que o investidor voltou a prestar mais atenção à compra de imóveis, considerado tradicionalmente um porto seguro diante da instabilidade do dólar, do mercado acionário e da inflação. Além disso, a redução da oferta, combinada com a falta de lançamentos imobiliários em número suficiente para repor os estoques, aponta para uma provável alta no médio prazo.

CIDADES PARA INVESTIR
Nova edição do estudo P2i-Lead, relativa ao 2º semestre de 2015, aponta as cidades com maior potencial de retorno para investimento em imóveis. As mais atrativas são aquelas que reúnem características como boa renda per capita, grande número de pessoas economicamente ativas, considerável déficit imobiliário, nível de instrução elevado e alta capacidade de endividamento. Os municípios mais atrativos têm até 600.000 habitantes.

OPORTUNIDADES LOCALIZADAS
Estudo imobiliário mostra que a crise econômica não dissipou oportunidades de investimento em imóveis, mas agora, além de prospectar zonas com um bom potencial, o investidor deve analisar o tipo de imóvel que cada lugar precisa. Imóveis de médio e baixo valor agregado têm potencial de comercialização mais alto, já que as parcelas desse tipo de financiamento se acomodam melhor no orçamento dos brasileiros, que anda mais apertado.

VALOR DO IMÓVEL USADO
O valor de um imóvel usado pode variar durante o seu tempo de vida, para mais ou para menos. Se você pensa em vender ou comprar um, é bom prestar atenção em dois detalhes cruciais: localização e conservação. Quanto melhor o estado do imóvel e o lugar onde o mesmo se encontra, mais valor ele tem. Mas também é preciso avaliar se o seu estilo está de acordo com o padrão do local.

CAIU O PREÇO MÉDIO
Pela primeira vez desde 2008, os preços médios dos imóveis caíram em vinte cidades brasileiras. Isso se deve ao fato de, atualmente, estarem ausentes os três fatores que mais motivaram o mercado imobiliário nos últimos anos: aumento da renda, crédito fácil e barato e confiança na economia. Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba foram as capitais mais afetadas pela queda.

Fonte: CARLOS ALCEU MACHADO (www.cam.adv.br)

Sobre Carlos Alceu Machado

Veja também

Atendimento Virtual

Atendimento virtual para corretores de imóveis

Atendimento Virtual A internet vem se tornando uma poderosa arma para auxiliar as imobiliárias e …