Últimas Notícias
Home / Editores / Carlos Alceu / Síndico Não Pode Perdoar Dívida & Outras Notas

Síndico Não Pode Perdoar Dívida & Outras Notas

BOM MOMENTO PARA AS COMPRAS
Para quem tem crédito e/ou dinheiro, o momento atual é ótimo para a compra de imóveis. A conjuntura econômica favorece a concorrência entre os vendedores, cria boas oportunidades e facilita a negociação. Além disso, a aquisição de um imóvel com financiamento habitacional, é uma boa maneira de aproveitar as menores taxas de juros disponíveis no mercado.

APLICATIVO AJUDA NAS REFORMAS
Aplicativo para celular lançado no mercado, possibilita ao seu usuário saber as quantidades de argamassa, rejunte, tinta e até cerâmica por metro quadrado de piso. A pessoa informa o serviço que quer executar e o aplicativo dá o cálculo de materiais e gera os relatórios. Segundo os criadores do “reformasimples”, ele ajuda a planejar e evitar o desperdício de recursos na obra.

CEF VOLTA A OPERAR NO PRÓ-COTISTA
A Caixa Econômica Federal voltou a oferecer a opção de financiamento de imóveis de até R$ 400 mil pela linha Pró-Cotista FGTS, cuja taxa de juros só não é mais barata do que a oferecida pela CEF para quem estiver enquadrado no Programa Minha Casa Minha Vida. A Caixa havia suspenso os empréstimos da linha desde o final de janeiro, por falta de recursos.

CONSTRUÇÃO CIVIL: AS CEM MAIORES DO PAÍS
Foi divulgado o ranking ITC, que traz a lista das 100 maiores construtoras e incorporadoras brasileiras, em área construída. Com 5.528.376,55 m² e 250 empreendimentos edificados no ano passado, a MRV Engenharia conquistou, pela quarta vez consecutiva, a primeira colocação. Nomes conhecidos, como Cyrela, Rossi e Rodobens, também estão entre as maiores do setor.

SÍNDICO NÃO PODE PERDOAR DÍVIDA
De uma forma geral, síndicos e administradores de condomínios não tem poder para perdoar débitos de inadimplentes. Tal perdão só pode ser concedido pela assembleia geral, evitando-se que aqueles que pagam suas contribuições em dia sejam tratados de forma desigual. Já o parcelamento da dívida pode ser autorizado, mas desde que com correção monetária, juros de mora e multa.

O QUE É ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE IMÓVEL?
A alienação fiduciária é o ato de transferência de um imóvel do devedor para o credor, em garantia do pagamento de uma dívida. O devedor fica com a posse do bem, para o seu uso, mas enquanto a dívida não for paga, o imóvel continua registrado como propriedade do credor, no Ofício Imobiliário. Atualmente, é o sistema empregado na quase totalidade dos financiamentos habitacionais.

AINDA FALTAM 5 MILHÕES DE MORADIAS
Embora o grande crescimento do mercado de imóveis na última década, ainda existe uma carência de cinco milhões de moradias no País. Isso fez com que a tão temida “bolha imobiliária” não haja estourado, apesar da forte diminuição das vendas nos últimos 2 anos, causada pela redução do crédito habitacional, pela corrosão do rendimento dos brasileiros e pelo medo do desemprego.

INVESTIMENTO EM IMÓVEL É MAIS SEGURO
Não obstante o ganho com aluguéis ser, pelo menos atualmente, inferior ao das aplicações financeiras tradicionais, o investimento em imóveis é a forma mais segura de preservar seu dinheiro da inflação e das incertezas político- econômicas. Além do mais, o bem imóvel apresenta valorização constante ao longo do tempo, preservando e aumentando o capital nele aplicado.

Sobre Carlos Alceu Machado

Veja também

Caixa Reduz Juros do Crédito Imobiliário & Outras Notas

CAIXA REDUZ OS JUROS DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO A Caixa Econômica Federal anunciou a redução da …