Últimas Notícias
Home / Cidades / Sustentabilidade / Turismo Sustentável

Turismo Sustentável

Pesquisa revela que turismo sustentável possibilita retorno econômico a municípios que investem no setor
08/04/2010

O turismo sustentável, gerador de retorno econômico contínuo e promotor da qualidade de vida da população, é real para aqueles municípios que investem na área. Foi o que revelou a pesquisa do professor da Facisa, Romero Rodrigues, que tomou como objeto de estudo o turismo na cidade de Cabaceiras. A pesquisa, requisito para a defesa do mestrado de Recursos Naturais da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), foi intitulada “Turismo: conservação ambiental e fortalecimento econômico no município de Cabaceiras-PB”.

De acordo com o pesquisador, o turismo é um eficaz produto de mercado e em qualquer lugar do mundo gera divisas e faz circular riquezas. “A necessidade em melhorar a preservação do meio ambiente, trazer renda e crescimento para a cidade está fazendo com que o turismo, hoje, seja desenvolvido de forma profissional e planejada.”, destacou o pesquisador.

Segundo Romero Rodrigues, com um clima quente e seco, o turismo, que se consolidou na cidade, possibilitou que Cabaceiras se tornasse um dos principais atrativos da Paraíba. “Ações de valorização dos recursos naturais existentes, da cultura, do patrimônio histórico, do artesanato, da gastronomia e da hospitalidade transformaram o município em modelo de sustentabilidade e polo turístico de desenvolvimento”, afirmou.

Uma das constatações da pesquisa foi que 80% dos entrevistados beneficiaram-se com o turismo desenvolvido na região. O professor justificou que esse índice se deve aos investimentos de órgãos como o Sebrae, a prefeitura municipal, que realizam várias ações de capacitação e possibilitam que as pessoas adquiram conhecimento em gastronomia e hotelaria, áreas ligadas ao desenvolvimento do turismo.

Outro aspecto observado é a infraestrutura da cidade, que também recebeu melhorias na urbanização, na construção de novas praças, monumentos e, especialmente, na coleta de lixo, o que foi perceptível aos olhos de 80% da população. Segundo ele, a natureza e os recursos naturais são as atrações que levam as pessoas a visitarem Cabaceiras, já que 92% acreditam que os lajedos, principalmente o de Pai Mateus, são os maiores responsáveis pelo turismo da cidade.

Já 86% da população acreditam que as melhores condições de renda e desenvolvimento do município também são frutos do “apogeu da atividade econômica”. “O turismo em Cabaceiras gerou mais emprego; melhoria na renda e na imagem da cidade; crescimento do comércio; e desenvolveu o artesanato e a consciência da proteção ambiental. “Dentre as melhorias que o turismo proporcionou e ainda proporciona, as pessoas sentem a necessidade de melhores estradas de acesso a Cabaceiras, sinalização turística na cidade, além de mais capacitação e melhor divulgação da região”, ressaltou.

Perfil do Turista – No estudo, foi constatado que a maioria das pessoas que escolhem Cabaceiras, como rota de turismo, têm entre 40 e 80 anos, são casadas, possuem curso superior (80% delas) e recebem até dez salários mínimos.

Com esses dados, o pesquisador aponta que o turismo do Cariri é voltado mais para pessoas com alto poder aquisitivo, tanto que 28% deles recebem acima de 10 salários. Romero justifica que a economia se desenvolveu rapidamente no local, diante das condições de compra dos visitantes, dando visibilidade e dinâmica ao comércio local.

Os recursos naturais e a preservação e sustentabilidade do município são outros atrativos para os turistas. Os visitantes (90%) apontaram os lajedos, a fauna e a flora como itens importantes na cidade. “Com base nas respostas dos visitantes, constatei que ainda faltam ser desenvolvidas políticas públicas para fortalecer ações e proporcionar bons serviços e competitividade de mercado turístico”, acrescentou o pesquisador. Para Romero, outras cidades podem seguir o exemplo de Cabaceiras e investir no turismo sustentável. “É preciso investir em capacitação, profissionalizar garçons, recepcionistas, guias, melhorar a infraestrutura das cidades, bem como as estradas e investir em divulgação. O resultado é melhoria da renda e qualidade de vida das pessoas”, afirmou.

Sobre Administrador

Veja também

AIDS: entre a cura possível e um novo surto mundial

Apesar dos progressos da pesquisa, desde a primeira descrição da AIDS, em junho de 1981, …