Últimas Notícias
Home / Mercado / Usados na Dianteira & Outras Notas

Usados na Dianteira & Outras Notas

AUMENTO NO PMCMV
O Conselho Curador do FGTS aumentou os limites de financiamento do Programa Minha Casa, Minha Vida. Em Brasília, Rio e São Paulo, o teto subiu de R$ 170 para R$ 190 mil; nas cidades com um milhão de habitantes ou mais, de R$ 150 para R$ 170 mil; nos municípios com mais de 250 mil habitantes, de R$ 130 para R$ 145 mil; nas cidades com 50 mil habitantes ou mais, de R$ 100 para R$ 115 mil, e nas demais cidades, de R$ 80 para R$ 90 mil.

MAIS BENEFÍCIOS
Mas não foram apenas os valores dos financiamentos que melhoraram no PMCMV: subiram os subsídios a fundo perdido, foram elevados os tetos das rendas familiares das faixas 2 e 3 e houve uma redução na taxa de juros para as famílias enquadradas na faixa 3. Tanto os valores absolutos quanto os percentuais dos benefícios variam de acordo com a população das cidades.

USADOS NA DIANTEIRA
Ao contrário do que acontece com os imóveis novos, cujas vendas vem caindo mês a mês, os negócios envolvendo usados tiveram uma alta de quase cinquenta por cento no mês de agosto, em comparação com julho, na capital paulista. As pesquisas indicam que os consumidores acreditam que os imóveis usados tem, de um modo geral, dependências mais amplas, foram melhor construídos e o preço do metro quadrado sai mais em conta.

CATASTROFISMO
Segundo um economista do conceituado Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, o Brasil estaria “próximo de uma catástrofe imobiliária”. Tal avaliação estaria baseada no extraordinário aumento observado nos preços dos imóveis, nos últimos três anos, que chegou a 150% em algumas cidades, e no grande crescimento do crédito imobiliário. Para o analista, o sinal amarelo já acendeu com a redução da demanda em 2012.

RESPONSABILIDADE CIVIL
O Judiciário vem decidindo que corretores e imobiliárias são solidariamente responsáveis com as incorporadoras e construtoras pelas perdas e danos devidos a compradores. Atraso na entrega das chaves e defeitos nos imóveis, são os problemas que mais geram indenizações. Não bastasse a retração do mercado, aí está outro fator de preocupação para os intermediadores.

TRIMESTRE MOVIMENTADO
A expectativa do mercado é que o último trimestre de 2012, recém iniciado, concentre mais de 40% dos lançamentos do ano. Apesar dos investidores terem voltado a comprar imóveis para alugar e das constantes quedas nos juros dos mútuos habitacionais, que favorecem os negócios, teme-se que não haja compradores para toda essa oferta.

CORRETORES NO FACEBOOK
De acordo com o blog MarketingImlob, quase oitenta por cento dos corretores de imóveis estão ativos no Facebook, que tornou-se uma fonte de prospecção para os profissionais de vendas. A maioria utiliza essa rede social – assim como o Twitter – para a divulgação dos seus imóveis, enquanto que outros a usam para fazer networking e parcerias comerciais.

FUNDOS IMOBILIÁRIOS
Quem pretende investir em um fundo imobiliário, precisa verificar qual a sua liquidez e a média dos rendimentos pagos no último ano. A primeira informação apontará o grau de dificuldade no resgate da aplicação e a segunda dirá qual a renda mensal que o fundo (provavelmente) pagará no futuro. Como sempre, as melhores taxas são encontradas nas aplicações mais arriscadas.

RENTABILIDADE DAS LOCAÇÕES
Conforme dados divulgados pela FIPE, a renda com aluguéis tem decrescido no Brasil. Antigamente, era previsível um retorno de 1% ao mês sobre o montante investido na aquisição de um imóvel; atualmente, porém, esse percentual diminuiu para 0,55% em São Paulo e para 0,35% no Rio de Janeiro.
O motivo mais relevante para essa queda foi o aumento extraordinário no preço dos imóveis, não acompanhado pelo mercado locatício.

Fonte: CARLOS ALCEU MACHADO (acompanhe mais no SiteFacebookTwitter)

Sobre Administrador

Veja também

Caixa Reduz Juros do Crédito Imobiliário & Outras Notas

CAIXA REDUZ OS JUROS DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO A Caixa Econômica Federal anunciou a redução da …