Últimas Notícias
Home / Habitação / Crédito Imobiliário / Vai financiar um imóvel? Conheça cinco dicas estratégicas

Vai financiar um imóvel? Conheça cinco dicas estratégicas

É importante planejar o financiamento imobiliárioSempre recebo perguntas pelo meu twitter @rg_machado sobre o processo de financiamento de um imóvel, dessa maneira, preparei um post exclusivo para falarmos do assunto.

Se você está pensando em adquirir um imóvel, já deve ter se questionado: qual a melhor maneira de me programar financeiramente para realizar esta compra? Certamente, uma das suas primeiras opções será recorrer ao crédito habitacional.

Nos últimos anos, o financiamento imobiliário se tornou uma das principais formas para aquisição da casa própria e esse procedimento ainda gera muitas dúvidas. Por isso, hoje vamos conhecer cinco dicas importantes que devem ser levadas em consideração na hora do financiamento.

O objetivo desse post não é falar qual é o melhor agente financeiro ou quais são as melhores taxas de juros, pois isso dependerá muito do perfil de cada comprador: renda, percentual a ser financiado e valor do imóvel.

As dicas a seguir podem ser utilizadas por você na hora de escolher o financiamento mais seguro e adequado às suas expectativas.

1 – Planejamento é a palavra-chave

compra de um imóvel é sempre um momento de muito entusiasmo e alegria. Contudo esse procedimento requer muita atenção e planejamento. Não deixe a emoção falar mais do que a razão.

Primeiramente, busque por um imóvel que seja compatível com a sua renda. Às vezes, na hora da emoção não somos capazes de mensurar os reais benefícios e contrapartidas de um financiamento imobiliário. Por isso, planeje-se muito bem antes de fechar um contrato.

Hoje, já existem vários agentes financeiros que realizam esse tipo de serviço e que trabalham com variadas taxas de juros. Pesquise em diferentes instituições e identifique aquela que melhor atende àssuas necessidades e ao perfil do imóvel que você deseja.

Compare as condições de financiamento, as taxas de juros, os prazos, tempo de aprovação, entre outros fatores. Não aja por impulso.

As linhas de crédito se diferenciam de acordo com o valor do imóvel, com a quantidade de parcelas, com o valor da entrada, entre outros fatores. Sendo assim, tenha bem definido o tipo de empreendimento que você almeja e como está o seu orçamento.

2 – Simuladores de crédito auxiliam na projeção da compra

Definir qual tipo de financiamento não é uma tarefa muito fácil. Mas já existem instituições que disponibilizam simuladores de crédito em seus sites que auxiliam na projeção da compra.

Ainda no momento de pesquisa, faça a simulação do seu financiamento. Teste as linhas de crédito disponíveis em diferentes bancos.  Simule a projeção das prestações, quanto você precisará comprovar de renda para aprovar o valor que está sendo pleiteado no empréstimo, entre outras possibilidades oferecidas pelos simuladores.

3 – Convênios podem facilitar na hora do financiamento

Algumas instituições financeiras estabelecem convênios com empresas públicas e privadas. Antes de escolher em qual instituição você realizará o  financiamento, verifique se o local onde você trabalha possui algum tipo de parceria com agentes de crédito que realizam o financiamento habitacional.

Esses convênios possibilitam condições diferenciadas de negociação, como juros mais baixos ou prazos maiores, por exemplo. Informe-se e aproveite as vantagens que um convênio pode oferecer.

4 – Otimize seu tempo separando a documentação necessária

A documentação para financiar um imóvel pode ser providenciada antes mesmo de ir ao banco. Mesmo que alguns documentos possam ser solicitados de acordo com cada instituição financeira, de uma forma geral, há várias exigências em comum.

Pesquise quais são esses documentos básicos necessários para tê-los sempre em mãos. Essa atitude pode otimizar o seu tempo agilizando a liberação do financiamento.

5 – O financiamento não deve comprometer mais de 30% do orçamento

Depois de escolhida a linha de crédito e instituição financeira mais adequada para o seu perfil de compra é hora de ficar atento ao valor do financiamento. O empréstimo não deve comprometer mais de 30% do seu orçamento.

A aquisição de um imóvel é um comprometimento em longo prazo. Se o imóvel financiado ainda estiver na planta, devem-se levar em consideração os custos com a moradia atual, como gastos com o aluguel, por exemplo.

Uma análise cuidadosa do orçamento pessoal e familiar é fundamental. É importante identificar quanto da sua renda poderá ser comprometida durante o prazo do financiamento.

Estar atento as essas dicas é primordial para que o seu sonho não se torne uma frustração. Lembre-se que o próprio imóvel torna-se a garantia do seu financiamento.

Portanto, planeje-se bem para não correr o risco de ter que vender o seu imóvel para quitar o valor do empréstimo ou até mesmo ter o nome negativado perante os serviços de proteção ao crédito.

A compra de um imóvel significa um momento de grande felicidade e não deve representar uma alegria temporária. Buscar colocar essas cinco dicas em prática será uma grande contribuição para que esse momento tão especial se torne um processo duradouro e seguro.

E você, já exercitou algumas dessas dicas? Que outros cuidados você recomendaria para quem irá recorrer a um financiamento imobiliário? A sua opinião é valiosa e pode ajudar muitos leitores a ter mais segurança na hora de escolher um financiamento. Compartilhe conosco.

Sobre Administrador

Veja também

Documentos necessários para financiamento imobiliário

Uma das etapas mais importantes no processo de aquisição de um imóvel é a verificação …

  • comprador carioca

    Cliquei na matéria pensando que havia algo realmente surpreendente. É impressionante como um povo que já passou (e passa) por tantos problemas financeiros, inflações galopantes, planos econômicos mirabolantes etc ainda não tem consciência de como tratar seus assuntos econômicos mais básicos. Desta forma, o Sr. Gulherme Machado precisa reforçar suas dicas centenas de vezes ao ano, o que por sinal faz muito bem. Agradeço o trabalho do Forum Imobiliário e do Sr. Guilherme Machado. Bons negócios!

    • Olá Walber, muito obrigado pelo seu importante feedback. A ideia é exatamente essa, reforçar certos preceitos.

      Muitos envolvem-se em certas “facilidades” financeiras e acabam por tomar dividas que não se ajustam no seu planejamento financeiro. Ter controle, estratégia e planejamento será fundamental na hora do financiamento.

      Obrigado.

  • Claudia

    Vou adquirir um imóvel pelo minha casa, minha vida e gostaria de saber qual o procedimento para ter direito a documentação mais barata.Obrigada procedimento

  • Sintia

    Boa noite eu estou com um problema com a caixa econômica federal e talvez vc possa me dar um conselho eu ficarei muito grata de verdade. Eu estou prestes a fechar um financiamento de imóvel pela caixa mas pra minha grande e espantosa surpresa a atendente de lá me falou que eu terei que usar uma CONTA CORRENTE para depositar as parcelas do financiamento mas eu sei que é possível usar uma poupança, boleto ou uma conta de serviços essenciais de acordo com uma resolução do banco central de 2008 na verdade eles querem que eu pague taxa de manutenção de uma conta que eu nunca irei utilizar ao não ser pra depositar a prestação e mais nada então minha pergunta é a seguinte: como eu faço pra caixa ter que abrir a conta de serviços essenciais eu ainda não abrir nenhuma conta lá e nem assinei contrato nenhum até agora só o imóvel que foi avaliado e mais nada. Será que eu também poderia pegar minha papelada do financiamento de lá e ir pra outra agência da própria caixa que reconheça meu direito de cidadão brasileiro?? Se puder escrever pra mim vou ficar muito feliz. Uma ótima páscoa. Sintia

    • Olá Síntia… o CDC proíbe a venda casada. Não há o que discutir. Todavia, acho que você devia fechar negócio, assinar o contrato e depois discutir essa questão da conta, até porque, você pode ter uma conta simples na caixa, só para quitar o financiamento (uma conta poupança, por exemplo). Deixe para brigar depois.. deixe eles criarem essa super conta, fabricar os cartões, etc., depois cancele tudo.. se preciso, vá ao PROCON..

  • Sintia

    Muito obrigada José, tenha um ótimo dia, vou ver no que isso vai dar querido até mais. Sintia

  • Kim

    Boa Tarde, sem dúvida o consórcio é mais vantajoso, mas precisa ser um pouco mais paciente. Trabalho para o Consórcio Unifisa. Qualquer dúvida entre em contato comigo. Ficarei feliz em ajudar.

    Obrigado

    (11) 5314-2106

  • Welington

    Boa tarde Autor do Fórum.

    Gostaria de uma atenção sua. Tenho um financiamento imobiliário com as taxas reduzidas para quem adquire pelo menos 2 produtos na CEF, ou seja, Débito Automático em Conta Corrente da Prestação, mais cartão de crédito e Ch Especial vinculado à conta, e mais outro serviço adicional, por exemplo Seguro Residencial.

    É um pacote que eles criam para quem opta pelas taxas mais baratas. Caso não opte por 2 serviços, e apenas 1, por exemplo somente a conta corrente, você paga uma taxa maior de juros anuais. E caso não queira nenhum vínculo com a Caixa, prefira pagar sua prestação através de boleto bancário, a taxa de juros encarece mais ainda. É uma escada, com 2 produtos você tem uma taxa de 7,9%, com um produto 8,9% e com nenhum passa de 10% anuais.

    Como meu caso é o primeiro, gostaria de saber se tenho o direito de aderir aos Serviços Essenciais para débito da minha prestação, sem perder o benefício dos juros reduzidos do financiamento imobiliário. Logo, eu continuaria com todos os produtos CEF, somente a Cesta que mudaria para Serviços Essenciais. E essa economia em vários anos faz muita diferença.

    Espero ter sido claro em meu relato.

    Aguardo sua resposta. Muito obrigado. Jesus te abençoe.

  • marcelofcm

    Boa Noite, A todos

    Assinei um contrato com a construtora direcional no valor de 104.750,40, no contrato informarva o valor de entrada 5066,00 de sinal + 15X de 327,00 reais. quando fui chamado par a assinar com a caixa tive uma surpresa, me disseram que terei que pagar mais 3.600,00 de IGPM. Gostaria de saber de vocês se essa informação procede e se esse valor esta correto?

  • Leonardo

    Gostaria de saber um ponto, existe alguma prática de mercado quanto a quem assume o risco do banco entrar em greve e parar com processo de financiamento acabando por extrapolar os dias em contrato de promessa de compra e venda para defini’
    ao do mesmo processo? Dessa maneira perdendo o sinal dado, no caso do comprador ou devolvendo em dobro no caso do vendedor.

  • Rodrigo

    Gostaria, se possível for, que me orientasse a respeito de um imóvel que pretendo comprar através de financiamento: o imóvel já foi da minha família e o mesmo não tem toda a documentação necessária para a aprovação do financiamento pela caixa (não me recordo qual (ais) ) e como conhecemos a procedência do imóvel e gostaríamos de readquiri-lo gostaria que me orientasse, caso tenha o conhecimento, de qual banco é menos burocrático no aspecto de documentação da casa, ou qual seria a alternativa para financiar o mesmo. Lembrando que no caso do consórcio tenho o mesmo problema de documentação. Obrigado

  • Uma dica muito importante, e que muitos esquecem, é o gasto com a documentação que compromete boa parte do orçamento e pode resultar em surpresas financeiras. Então o ideal é procurar saber do valor de toda essa documentação e poupando o valor mês a mês.

    Vale lembrar que o valor da prestação sobre um aumento de 1% mais os índices de mercado, INCC (quando comprado na planta até o recebimento) e IGPM (após o recebimento).

  • lidiane

    Ola estou. O processo de financiamento pela caixa o engenheiro já avaliou o imóvel
    Queria saber se nos abrimos a conta no mesmo dia que assina o contrato