Últimas Notícias
Home / Mercado / VENDENDO UM USADO & OUTRAS NOTAS

VENDENDO UM USADO & OUTRAS NOTAS

CUIDANDO DO QUE É SEU
No mais das vezes, a má aparência de um edifício basta para desvalorizar suas unidades, mas o contrário também é verdadeiro: uma fachada renovada e moderna, por si só valoriza as economias de um prédio. Quando esse tipo de cuidado se estende às demais áreas de uso comum, em especial àquelas mais visíveis – portaria, escadarias, corredores de circulação -, o aumento do preço de mercado de apartamentos e salas é praticamente certo.

DIREITO IMOBILIÁRIO
Cada vez mais advogados especializados em Direito Imobiliário são convocados ao trabalho, principalmente o extrajudicial: criar figuras jurídicas para diferentes tipos de empreendimentos e gerenciar os inevitáveis conflitos que surgem em virtude do crescimento do número de negócios, são duas das tarefas mais requisitadas.

VENDER INFORMAÇÃO DÁ LUCRO
Muita gente ainda não compreende como empresas como o Google e o Facebook geram enormes lucros. Fácil. Assim como é praticamente ilimitada a quantidade de informações que esses dois gigantes da era da informática detêm em seus bancos de dados, também é enorme o número de empresas interessadas em saber o que se passa no mundo dos consumidores. Hoje, mais do que nunca, informação é dinheiro, principalmente em se tratando de imóveis.

O QUE CONSUMIDOR QUER?
Surpreendentemente, pesquisas realizadas nas grandes cidades mostram que as pessoas estão voltando a sonhar com a antiga “casinha de vila”. Claro que não só com o imóvel, mas também com o estilo calmo de vida que ele lembra. Na falta dessa “casinha” no mercado, ou mesmo diante da impossibilidade financeira de comprá-la (caso dos salgados condomínios fechados), grande parte dos consumidores está buscando imóveis de dois dormitórios, bem servidos por transporte público e com preços abaixo de R$ 200 mil.

NOVO SIMULADOR DE FINANCIAMENTOS
Qualquer pessoa pode encontrar rapidamente o crédito mais barato para comprar seu imóvel. Para tanto, basta acessar o site “FinanciarCasa” e preencher o simulador com os parâmetros de busca. Feito isso, o próprio sistema procura os melhores financiamentos para o usuário nas instituições financeiras parceiras. Existem no mercado outras consultorias semelhantes, como a Crédito Imobiliário Fácil e o Canal do Crédito, que também simulam e negociam para o cliente o financiamento imobiliário mais em conta.

BRASIL É EXCEÇÃO NO MERCADO MUNDIAL
Enquanto que o mundo registrou um aumento médio de apenas 0,50% no preço dos imóveis em 2011, no Brasil eles subiram 26% no mesmo ano. O problema global decorre de diversas situações, mas três delas foram de fundamental importância para a tímida elevação dos valores imobiliários: a redução da renda dos consumidores, a baixa rentabilidade desse mercado e a excessiva oferta de imóveis.

VENDENDO UM USADO
Volta a valer um conselho que ficou meio esquecido nos últimos tempos: antes de se colocar um imóvel à venda, é preciso que seja definido um preço justo para o bem, evitando-se o chamado valor emocional. Além disso, deixar o imóvel limpo, bem arrumado e com boa iluminação são essenciais para auxiliar a melhorar o processo de venda. Caso você queira acrescentar, ainda, pequenas melhorias, saiba que estudos norte-americanos comprovam que elas dobram a velocidade da venda de um imóvel.

CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS
A corregedora nacional de Justiça divulgou a Recomendação 3, determinando que os tabelionatos comuniquem às pessoas envolvidas em operações imobiliárias a possibilidade delas obterem gratuitamente, no site do Tribunal Superior do Trabalho, uma certidão negativa de débitos trabalhistas dos proprietários. Embora o objetivo inicial da recomendação seja transformar a CNDT num instrumento de combate às fraudes às execuções trabalhistas, o documento também proporcionará grande segurança aos compradores de imóveis.

CONSTRUCARD AINDA É BOA OPÇÃO
Dentre as várias modalidades de crédito que utilizam recursos do FGTS, muitas pessoas ainda estão optando pelo Construcard, da Caixa Econômica Federal. O prazo de pagamento é de até cinco anos e a taxa de juros é de aproximadamente 2,5%, incluindo a variação da TR. O prazo total para compra e pagamento dos materiais é de 60 meses. O cartão Construcard é válido apenas para compras de materiais de construção por pessoas físicas e o valor mínimo de financiamento é de R$ 1.000,00; o valor máximo do empréstimo fica sujeito à capacidade de pagamento do usuário dessa linha de crédito.

Por Carlos Alceu Machado (www.cam.adv.br)

Sobre Administrador

Veja também

Minha Casa, Minha Vida Tem Novas Regras & Outras Notas

MINHA CASA, MINHA VIDA TEM NOVAS REGRAS A Portaria nº 160 do Ministério das Cidades …